Ah, les temps des sucres…

A primavera definitivamente não é minha estação favorita… especialmente aqui no Québec, onde ela é curta demais, indecisa demais, chuvosa demais… e março também não é dos meus meses favoritos. Mas uma das coisas que eu amo fazer todos os anos nessa época é sair da cidade, ir até uma cabane à sucre e encher o bucho de comida pesada regada à maple syrup.

Depois de ter ido nos dois últimos anos à ‘Sucrerie de la Montagne‘ (ainda suuuper recomendo!), a escolhida desse ano foi a ‘La Branche‘ em St-Isidore. Comida boa, ambiente gostoso, e a promessa de voltar lá no outono pra mais uma sessão de comilança, dessa vez, regada de cidra, vinho e colheita de maça. <3 Ah, a sazonalidade!!

Detalhe interessante dessa região são as fazendas eólicas, que eu achava que só existiam na Gaspesie… Foi uma surpresa quando passei sem querer por elas no verão passado indo para a casa de uns amigos. E hoje elas deram um charme extra no caminho até a cabane. Na volta o tempo fechou e a foto acima comprova que mal dava pra ver qualquer coisa. Ah, a primavera no Québec! Me lembrem de voltar num dia ensolarado para tirar mais fotos!

:)

Embalou o post:

Temps des sucres…

Independentemente da primavera estar teimando em não chegar, já dei início aos trabalhos primaveris indo a uma cabane à sucre (e, sendo honesta, comendo tires d’érable aqui e ali).

A escolhida foi a mesma do ano passado. E como no ano passado, comi até o estômago não poder mais dilatar. Comer numa cabane à sucre não é para os fracos! Entre a comida ser à vontade e ser pesada, impossível não terminar uma refeição querendo ir direto pra cama tirar uma sonequinha digestiva.

Espero conseguir ir em mais uma esse ano para poder comparar. Adoro a Sucrerie de la Montagne, mas não duvido que existam outras por aí ainda mais gostosas.

:)

Le temps des sucres…

IMG_2025Como eu tinha mencionado, semanas atrás eu e um grupo de amigos fomos a uma Cabane à sucre para encher o bucho, de érable principalmente.

A escolhida dessa vez foi a ‘Sucrerie de la Montagne’ em Rigaud. E eu super recomendo!!

Comida deliciosa…

IMG_4153

Entrada: sopinha de ervilha e pão assado no forno de pedra…
IMG_4154

Prato principal (servido à vontade, diga-se de passagem): boulettes, omelete, o típico feijão, salsichas, presunto defumado, purê de batata e torta de carne. E bacon. E uma dose de sirop d’érable por cima. Achei que faltaram as oreilles de crisse (vulgo torresminho), mas depois de tanta carne a gente acaba esquecendo do detalhe…
IMG_4156

Sobremesa: panquecas e tarte au sucre. Me arrependi de ter focado no salgado, porque essa torta é boa demais! Diria até que foi a melhor tarte au sucre que eu já comi. Tão boa que penso em ir até lá comprar uma… rsrs

IMG_2000

O ambiente é super charmoso… a sucrerie é super antiga (se não me engano, tombada como patrimônio do Québec) e o restaurante é cheio de antiguidades e datalhezinhos fofos.

IMG_2038

IMG_2013IMG_2020IMG_2035

E como esse é o tipo de programa ‘família’, o local estava cheio de crianças. Acho incrível o poder de atração que uma montanha de neve exerce sobre elas.

Enfim, foi um dia delicioso!

:)