Virée Classique 2013…

Hey peeps!

Enquanto eu escrevo este post, acontece em Montréal a Virée Classique, que não é uma virada no sentido da Virada Cultural paulistana ou da Nuit Blanche montréalais, em que você fica até altas horas nos eventos. Então, se num intervalo de 24 horas a OSM organizou 30 eventos de 45 minutos a preços módicos (entre $10 e $30), bora prestigiar ao menos um!20130817-083700.jpgPelo menos, essa foi minha meta desse ano, afinal eu ainda não tinha participado de nenhuma virada ainda*! E ainda não tinha ido até a Maison Symphonique! (‘The Horror! The Horror!’)20130817-094352.jpg

Depois de muito analisar a programação, resolvi ir ver Kent Nagano conduzindo a OSM numa apresentação do Requiem do Mozart (K. 626). Nem preciso dizer que foi lindo, mesmo com o povo que chega atrasado e que paga aquele king kong de ter a orquestra te esperando achar o lugar e sentar o popozão na cadeira para continuar com a apresentação.

Vale mencionar que Mozart é o tema da virada 2013. :) E vale mencionar também que essa vai ser a única apresentação que verei esse ano, apesar de eu ter feito uma listinha de 4 ou 5 concertos. :( So much to do, so little time!

E para terminar, que coisa linda é a Maison Symphonique!! Caí de amores! Modernosa, toda em madeira e intimista, acho que dá para sentar na pqp e ainda assim se sentir perto do palco. Ah, as maravilhas da arquitetura!

:)

* Vi que esta é a segunda edição… Logo, não estou mais dando chutes no meu traseiro por ter passado tantos verões sem ver conferir a virada da OSM. ;)

** Fotos tiradas com o celular, antes da apresentação. A casa, como sempre, lotou.

Anúncios

As lanternas…

Ano passado eu fui ver… Este ano acabei indo também… Acho um programa gostoso, especialmente se você chega ainda durante o dia, curte o jardim botânico e vai para o Jardin Chinois quando começa a anoitecer…

E eu estou em lua de mel com a minha câmera! Pra ficar melhor, eu só preciso de uma objetiva grande angular. Confesso ter perdidovários enquadramentos perfeitos por falta de ângulo… :(

E uma novidade deste ano, a iluminação do Jardin Japonais…

Visitarei as lanternas todos os anos? Provavelmente não… Mas é o tipo de coisa que é interessante ver pelo menos uma vez.

Para saber mais: La magie des lanternes.

:)

Festivais, e festivais, e mais festivais…

Hey peeps…

Pois é… chegou aquela época do ano em que é impossível dar conta de tudo… hehehe…

Só neste fim de semana está rolando (que eu saiba):

– Fórmula 1

Mondial de la Bierre

Nuit Blanche sur Tableau Noir 

Francofolies

Fringe Festival

Os eventos da F1 na Crescent eu já risquei da minha vida… o Mondial de la Bierre eu também não achei grandes coisas (tanto que eu acho que nem postei nada aqui)… então só sobraram 3 pra curtir… o saco é que eu ainda não mudei… então tenho que me segurar para não passar todo o tempo que eu tenho livre curtindo a vida e esquecer de empacotar minha tralha… mudar em junho/julho é o ó… #firstworldproblems hehehe

:)

Marché Casse-Noisette…

Começou a esfriar, e eu já estou com o #FimdeAnoModeOn… Vejam bem, não é exatamente a celebração do Natal ou Ano Novo, ou Hanuká, mas do inverno… espalhei luzinhas pela sala e quarto para aumentar a iluminação e deixar o cafofo mais celebrativo nesses dias escuros… quero comprar um pinheirinho plantado no vaso para deixar o cafofo cheiroso… enfim… coisas que no Brasil eu dizia “qual o sentido?” aqui fazem todo o sentido…

Outra coisa que é sinônimo de fim de ano para mim?  O balé Quebra-Nozes… Nunca vi ele ao vivo, mas já assisti algumas versões e sou fã!! Então, era meio óbvio que eu iria dar um pulinho no Marché Casse-Noisette, né? Só não poderia contar que iria prestigiar o coquetel de lançamento que aconteceu hoje!!  Foi bão, viu!? Tirei fotenha com bailarinos da Cia (Mère Gigogne e Flocon de Neige), degustei horrores e conheci gente que fazia tempo que queria conhecer pessoalmente…

O marché está cheio de mimos lindos, gostosos, lindos e gostosos, etc… os expositores são da região, os produtos, em sua maioria, são orgânicos, equitables, feito pelo próprio expositor, enfim… para quem gosta, e quem está afim de ajudar o Fundo Casse-Noisette para crianças (10% das vendas serão revertidas para essa entidade), fica a dica de programação para os próximos dias!

Para dar uma idéia do que tem por lá, vou listar as coisinhas que eu comprei:

– geléia de Wild Dandelion Wine da Henderson Farms;

– um mimo de tricô da Celine en Laine para deixar meu casaco mais fofo;

– Uns óleos para cozinhar do Les Trésors de l’Érable... confesso que o de Limão Thai eu tomaria como se fosse suco, de tão leve, e gostoso… hummm…

– refiz meu estoque de Sabão de Marselha no Au Savon de Marseille;

Coisas que vão ficar para o próximo paycheck (afinal, minha carteira tem um limite bem raso… hehehe).

– Macarons do La Maison du Macaron;

– Hydromel do Intermiel;

– Toalha de algodão equitables e biologiques do FibrEthik;

– Chocolates (esse vai ser difícil já que degustei várions deliciosos de expositores diferentes… hehe);

Já deu para perceber que volto lá com certeza, né?

Le Marché Casse-Noisette:

Onde? Palais des Congrès de Montréal (uma das entradas dá para o metrô Place-D’Armes)

Quando? De 24 de novembro a 4 de dezembro (os horários estão no site)

Quanto? $2.00 a entrada

:)

P.S.: obviamente não estou ganhando nada ao divulgar esses produtos… coloco aqui o que acho bom, sem receber qualquer retribuição por isso, simples assim…

Présence Autochtone…

Só para divulgar… está rolando na Place des Arts, ONF e Grande Bibliothèque um festival de cultura indígena…

Como eu queria muito ir ao Pow Wow na reserva Kanawake e não deu, quero ver se passo pelo menos umas horinhas curtindo este festival…

Ele vai até o dia 9 de agosto e para maiores informações, é só dar uma olhada no site.

:)

Mal posso esperar pelo 22 de setembro…

Arcade Fire…

Karkwa…

De graça…

Em Montréal!

Meu aniversário foi ontem, mas estou considerando essa notícia um presente atrasado!! E confesso que estou tão empolgada quanto uma criança que acabou de ganhar presente!

Onde: Place des Festivals, Quartier des Spectacles.

Não dá para não deixar videozinho deles, né??

:)

Editado para acrescentar que esse show abre o Festival POP Montréal, que me parece bem bacana! Mais informações aqui.

U2 @ Montréal…

Eu fui!

Sempre tive vontade de ver o U2 ao vivo e a cores… ontem risquei mais um item do meu bucket list!!

Um pedido de casamento!! :)
A lua foi um espetáculo à parte…
Tin Man??
Elton John??
Nope… U2, baby!! 

O show foi memorável! O palco, um desbunde! A estrutura do evento em si foi bem boa (falhou um pouco no fim, com apenas uma saída para mais de 70.000 pessoas – o povo começou a soltar os alambrados para criar outras saídas, mas o vuco-vuco foi mínimo, pelo menos até onde vi)… e a STM me pareceu bem empenhada em tentar diminuir o caos no transporte público no fim do show… não sei como estava a situação dentro do metrô Namur, mas as navettes até o metro Jean Talon estavam funcionando muito bem…

Em suma… valeu ultra a pena!! Quero mais!!!!!

:)