Doando sangue no Québec…

Hey peeps!

Hoje fiz algo que há tempos estava nos meus planos, mas que por ‘n’ razões ainda não tinha feito aqui no Québec: doei sangue.

Já tinha visto quiosques do Héma-Québec em shoppings e plaquinas nas ruas, apontando locais de doação. Parei uma vez, só que, lendo a lista de critérios, vi que não podia doar naquele momento. E depois disso sempre tive uma desculpa para não procurar mais informações.

Até que o mesmo comitê de segurança do trabalho que citei no último post decidiu, numa  parceria com o Héma-Québec, instalar um posto móvel para os empregados poderem doar sangue hoje. Aí não tive desculpa – me inscrevi e no horário marcado apareci no local.

Não existem muitas diferenças entre doar sangue aqui e no Brasil. As perguntas são um pouco diferentes, mas eles querem saber a mesma coisa: se o potencial doador praticou ou pratica comportamento de risco no que diz respeito às doenças transmissíveis pelo sangue.

Das diferenças, notei as seguintes:

– eles levam pessoas que possam estar doando sangue por algum tipo de pressão (do empregador, ou de qualquer outra pessoa) super a sério. Depois da batelada de perguntas, de se medir pressão sanguínea, batimentos cardíacos, temperatura e contagem de hemáceas, e da enfermeira informar que você pode doar, rola um momento você-consigo-mesmo-sem-enfermeira-na-sala-na-mais-completa-confidencialidade, para colocar a etiqueta final do “sim, você pode usar o meu sangue” ou “não, por favor descarte o meu sangue”. Ou seja, uma pessoa que sabe ou que suspeita que seu sangue pode prejudicar os outros, pode chegar a doar, mas o sangue será descartado depois. 

– nada de folga no trabalho (às vezes sinto saudade da CLT… hehe)… sangue doado, lanchinho tomado, e de volta ao batente!

– o lanchinho é mais modesto… suquinho e cookies e só…

– no Brasil o doador sempre recebe um resultado dos testes. Aqui, pelo que eu entendi, só recebo cartinha pelo correio se meu sangue testar positivo para alguma coisa. E se eu não me engano, o Héma-Québec informa os resultados positivos para alguns órgãos públicos também.

Dentro de alguns meses doarei sangue novamente. Era doadora regular no Brasil, não vejo razão para não ser doadora regular por aqui também.

:)

Anúncios

3 pensamentos sobre “Doando sangue no Québec…

  1. Hehehe, não fui a única a sentir falta dos “lanchinhos” após a doação de sangue do Brasil… =). Esta foi a sua primeira doação, mas nas próximas, os resultados aparecem na etiqueta da capa do seu “dossiê”. E sim, a Héma-Québec só liga se algum resultado der alterado.
    Eu adorei receber os pins a cada X doações =). E de vez em quando eles também fazem campanhas, do tipo vá doar sangue e ganhe um brinde (o último foi um chaveiro).
    Eu achei aqui o questionário mais “malinha” e o intervalo entre as doações é menor também =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s