Post canino, o retorno…

Eu tardo, mas não falho!! a.k.a. prometi um post sobre o que eu fiz ou deixei de fazer, o que valeu ou não valeu a pena, na minha listinha publicada originalmente aqui, sobre assuntos imigratórios caninos…

Vamos lá:

Eu separei minhas ações em etapas:

Pré-imigração

1. A Nina será castrada nos próximos meses. Ela foi castrada e, apesar de ter sofrido muito com a decisão nos primeiros dias do pós-operatório, vi que foi acertado. Fora todos os benefícios que todo mundo já conhece para a saúde dos bichinhos, alguns arrondissements dão descontos na taxa de registro anual para animais castrados. Minha dica é, castrando o animal no Brasil, traga um atestado do vet ou um ultrassom que comprove que o bichinho é castrado.

2. A Nina será chipada. Não chipei e acho que não pretendo chipa-la tão cedo… assim que tive certeza que a Nina poderia ir comigo na cabine deixei a questão do chip prá lá… Talvez eu revisite a questão em breve, especialmente pq aqui, se você opta por não renovar o bail, consierge pode entrar na tua casa para mostra-la para terceiros enquanto você não está… eu, honestamente, não confio muito no meu consierge… hehehe

3. A compra da caixa de transporte será feita com bastante antecedência, assim como a preparação emocional da Nina para a viagem. Isso eu fiz e deu super certo… a Nina nunca foi acostumada com carro, muito menos com caixa de transporte, então tratei de rodar um pouco mais com ela de carro para ela se acostumar com a casinha… não sei se isso foi a razão (até pq a preparação não foi nada muito focada), mas a Nina se comportou maravilhosamente bem em todo a viagem…

4. Nina fará um check-up geral ainda no 1º semestre de 2010. Também foi feito… Nina veio pra cá com saúde 100% e estoquinho de medicamento para a orelha (ela vira e mexe tem otite) e olhos… 

Saindo do Brasil

No que diz respeito  às formas de transporte de animais nas cias aéreas, CZI, e demais trâmites, eu confesso estar por fora. Mas continuo recomendando a leitura dos sites das cias aéreas, Ministério da Agricultura, sites dos aeroportos onde se vá pousar… enfim, toda informação para que possa ser útil… evitar surpresas desagradáveis é essencial…

No Québec

O que eu disse no primeiro post ainda vale… Cada cidade, e mesmo os arrondissements de Montréal tem suas próprias regras. Então o negócio é ler o regulamento de cada bairro para ver preço de licença, onde consegui-la, quantos bichos você pode ter em casa, onde ficam os parques caninos, as regras desses parques… etc…

Sobre o seguro saúde canino, bom, eu não fiz e não estou pensando em fazer (ainda)… Eu estava morrendo de medo da Nina estranhar tudo, virar um ser ultra-alérgico e tudo o mais, mas a bichinha se adaptou super bem!! 

Então acho que é isso… hehehe… Um resumo bem resumido: me estressei horrores por conta de viajar com ela, no final foi muito mais fácil do que o previsto, mas achei que todo o estresse foi válido…

:)

Anúncios

6 pensamentos sobre “Post canino, o retorno…

  1. Oi Ju,
    Obrigado pelo post. Vai ajudar nas nossas decisões e é bom saber q cada arrondissement tem regras para os bichinhos. Vamos estudar isso à fundo na hora certa. Nosso maior problema mesmo é q temos 4 cachorros (2 pequenos e 2 médios). Após mto refletir e analisar as possibilidades de achar uma casa/apê pra alugar logo de cara q aceite 4 cachorros, sem ter q passar por um suite ou coisa do tipo… enfim, nossa chance de imigrar com os 4 é quase 0. Infelizmente. Já estamos sofrendo por conta da separação mas vejo q teremos q doar ao menos metade. Além disso, com nossa filha pequena já não temos mais tempo para cuidar deles como se deve. Vemos q eles já sofrem por isso e não queremos piorar isso com uma viagem dessas, adaptação e outra vez ter menos tempo pra eles. A nossa meta é doar todos mas vamos ver o q podemos fazer. Td ajuda é bem vinda. Se vc tiver contatos aqui ou tiver alguma ideia, ou quem sabe (por um milagre) uma casa grande pra alugar (não mto caro, não mto longe) q aceite os 4… sei q nossa missão é impossível mas seguimos tentando o melhor pra tds.
    Abraço e desculpa o desabafo!

  2. Oi Tiago,

    Era para eu te responder antes, mas queria dar pelo menos uma pesquisadinha antes de falar qualquer coisa e só hoje consegui fazer isso…

    Bom, realmente imigrar com bicho exige uma logística bem maior… envolve um custo bem maior e, quando se tem cachorro, a chegada não é sinônimo que os problemas acabaram… eu ainda sofro para conseguir alugar apartamento… achar um apê do jeito que eu quero, dentro do meu budget e que aceite cães!? Missão quase impossível… :( Mas, prefiro todo o perrengue e ter a Nina do meu lado… hehehe…

    Bom, até onde sei, Verdun é o único bairro onde existe uma quota maior do que 2 cães e 4 gatos por residência… pelo regulamento eles proíbem a existência de mais do que 1 animal não castrado por casa… e só… se os bichos forem castrados, vc pode ter quantos quiser…

    http://ville.montreal.qc.ca/portal/page?_pageid=2119,2648576&_dad=portal&_schema=PORTAL

    O mapa do arrondissement:

    http://ville.montreal.qc.ca/pls/portal/docs/page/arr_ver_fr/media/documents/carte_ress_verdun.pdf

    Até onde sei, o preço do aluguel em Verdun (fora da Ile des Soeurs) é bem acessível… e alí existe muito duplex se eu não me engano (Verdun não é uma região que eu frequente muito), ou seja, conseguindo alugar um primeiro andar, vc vai ter um quintal nos fundos e espaço para a filha e os bichos…

    Acho que é isso que eu tenho de informação para tentar te ajudar… como não conheço nada de Verdun (conheço um pouco de Ile de Soeurs e desci uma vez na estação De L’Eglise), não consigo opinar muito sobre o bairro… e mesmo que conseguisse, opinião é opinião, néam!? hehehe… Como cansei de ouvir gente falando horrores de bairro que eu acho fantástico, e como eu detesto um monte de coisa que gente adora, às vezes prefiro ficar calada… massss, uma coisa que eu acho que pode ser considerada uma regra geral por aqui é que todo o bairro, mesmo os mais xexelentos, tem uma região bacana… falo por experiência própria, já que moro em CDN… hehehe

    Enfim, me mantenha informada dos seus planos com relação aos bichinhos… se der para eu ajudar de alguma forma, com certeza ajudarei!!

    Inté!

    • Oi Ju! Merci! Mtíssimo obrigado pela ajuda. Só não entendi pq vc focou as infos em Verdun… ahahaha! Mas de qquer forma ajudou mto pois é um dos bairros q temos em mente. Fico um tanto supreso mas feliz com essas regrinhas de cada arrondissement sobre os animais. Acho q precisa ter um controle mesmo. Não estamos mto otimistas em sair do BR com os 4 pq não vai dar MESMO. Será sofrido, mas faremos o q for melhor para tds! Precisando de mais alguma coisa volto a falar com vc, OK?! É sempre bom poder contar com a ajuda de quem já tem experiência no assunto!
      Valeu mesmo. Boa semana!

  3. Foquei em Verdun pq é o único arrondissement, até onde eu saiba, que dá a possibilidade de trazer os quatro cachorros… se vc não vai trazer os bichos, acho que você não vai ter maiores problemas… acho que a grande maioria dos bairros permite ter até 2 cães por residência, ou seja, você só vai ter o trabalho de achar o apartamento que agrade… hahaha… (dou risada pq até agora não encontrei o meu ;)

    • Oi, Ju! Agora entendi… mto obrigado pela ajuda. Olha, sobre a possibilidade de 4 pets em Verdun, acho q isso é mais uma brecha na regra do arrondissement pq andei lendo mta coisa e isso não fica claro, apenas permitindo 3 mesmo. Enfim, seguimos na busca por uma solução e tentando a doação (odeio essa palavra) de pelo menos parte das nossas crianças.
      Valeu!

  4. Ola, eu vim pra Ottawa com a minha cachorrinha, eu li esse seu post e vi que vc comenta que não fez o plano de saude pra sua cachorrinha, deixo aqui uma dica: Faça!! pergunte ao seu vet qual eles aceitam e veja tmb no hospital de emergencia para animais mais proximos a vc (pois numa emergencia pode ser que seu vet não esteja aberto). Eu sempre falei, um dia eu vejo isso etc, nunca fiz. Anyways, a Bebe (minha lindinha) ficou doente, acabou precisando de cirurgia e a conta foi inacreditavel!!! foi MUITO cara, quase o preço de um carro usado!! As vezes a gente pensa, pra quer comprar seguro, quase não vou ao vet, mas numa emergencia, o seguro salva….seu bolso rs! A Bebe ja tinha feito essa mesma cirurgia no Brasil ha mais ou menos 3 anos e a conta ficou em cerca de 700 reais, ou seja, aqui eh simplesmente unrealistic to say the least!! Bem eh isso, so queria deixar a dica, vale a pena ter o seguro pra cuidar do que a gente ama…nossos bichinhos!!:) Tudo de bom!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s