Maurice Richard, a nota de $5 e os 6 graus de separação…

Hey peeps!

Uma das formas que eu gosto de exercitar meu conhecimento de trivia cultural québécoise é tentando encontrar ligações entre “a” e “b”, “x” e “y”, numa brincadeira com a teoria dos seis graus de separação… o que, honestamente, não é nada difícil… hehehehe…

E qual a relação entre o Maurice Richard, ídolo mor do hockey québécois e a nota de $5? Bom, olhe só:

Dia desses estava finalmente terminando de assistir o filme “Maurice Richard”*… terminando pq eu já tinha começado na primavera passada, durante o curso de francês no Centre William-Hingston… eu faltei em uma das aulas e perdi o miolo do filme… hehehe… Enfim, estava terminando de assisti-lo (e de sempre achar graça ao lembrar do Roy Dupuis, ator extremamente querido aqui no Québec – diria quase que uma versão do Tony Ramos – como o Michael em La Femme Nikita… hehehe) quando lembrei de uma animação que tinha visto há um tempão atrás na ONF / NFB.

Esta animação, chamada Le Chandail (versão em inglês aqui), além de fofa, mostra um pouquinho do Québec dos anos 40, e da sua relação com o inglês, com o hockey e com a igreja… realizada pelo Sheldon Cohen, tem como base um conto do Roch Carrier… Por sinal, é o próprio Roch quem faz a narração, em ambas versões.

Tanto o conto quanto a animação são bastante conhecidos pelos canadenses em geral (não necessariamente francófonos) e, uma citação do conto estampa a nota de $5:

Les hivers de mon enfance étaient des saisons longues, longues. Nous vivions en trois lieux: l’école, l’église et la patinoire; mais la vraie vie était sur la patinoire.

The winters of my childhood were long, long seasons. We lived in three places – the school, the church and the skating rink – but our real life was on the skating rink.

E é isso… não chegou a ser 6  graus de separação, mas achei curiosa essa ligação…

Poderia tentar achar os 6 graus de separação entre essa nota de $5 e a Céline Dion… mas passo o desafio… hehehe…

:)

* By the way, recomendo o filme! Novamente, mostra um pouco do Québec nos anos 40… sobre o assunto eu só tenho uma pulguinha atrás da orelha… gostaria de ver um filme anglófono sobre a época… pq eu acho grande parte da produção cultural québécois atual maniqueísta demais, pelo menos no que diz respeito a língua… do tipo: vilão só fala inglês e a redenção da personagem anglófona do mal acontece quando ela começa a falar francês… honestamente acho isso uma simplificação bem besta… Querem saber outra coisa que eu acho besta? Toda a discussão sem fim sobre os Canadiens, o técnico que não falava francês e a brilhante conclusão de que o time andava mal por conta disso…  é, se num time de 26 e apenas 3 falam francês (pq jogador québécois não fica no Québec, ele quer é ganhar milhões, jogando na Florida, ou qualquer outro lugar quente, longe da pressão que é jogar aqui) é a falta de francês do técnico que fez o time não jogar nada…

Anúncios

8 pensamentos sobre “Maurice Richard, a nota de $5 e os 6 graus de separação…

  1. rs Essa rixa besta acho que irá sempre existir porque ingleses e franceses…. é algo que persiste através dos tempos haahah rs

    Bom, quanto a Céline Dion ahaha como fã posso dizer que isso ne marche pas hahaha rs kkkkk e posso dizer que antes do Maurice Richard falecer eles estiveram juntos hahahaha kkkkkkk
    Bjs e bom inverno!!! rs Mande um pouquinho de neve pra mim tá? rs

    • Mando sim! Podeixá! :)

      Eu não acho a rixa besta… mas acho besta o maniqueísmo… e a redução dos problemas à questão da língua… minha humilde opinião é de que o Québec não vai ser mais próspero se todos falarem apenas o francês… mas enfim… é só minha opinião… hahaha…

      • mas é por isso mesmo que é besta. Não vai ser mais prospero , acho pelo contrário, minha opinião (isso no caso de separação) enfim, acho uma bobagem. Defendo sim a diferença cultural, gosto masi da cultura quebeca e tal rs mas enfim, o legal do canadá é isso as duas culturas juntas. Minha opnião. Obrigada pela neve hahahah aqui tá demais de quente rs

    • Olha… tenho medo de ficar dando veredito por aí e tomarem como coisa certa… hehehe… mas, vamos lá, minha opinião…

      Eu fiz um nível no William-Hingston e comecei um no Pauline Julien… Ambos à noite… Ambos tiveram muitas falhas, mais gostei mais do William-Hingston por alguns motivos… O primeiro foi a professora, ela era muuito boa! As aulas não eram massantes, participamos de vários eventos do Centro Cultural anexo, ela dava muita dica de filmes e afins… Enfim, a didática dela tinha a ver com a forma que eu gosto de aprender uma língua… Honestamente, minha única crítica foi terem juntado o nivel 4 e nivel 5 na mesma turma (nao havia quorum para uma turma exclusiva de nivel 5)… E só não continuei lá pq o William-Hingston não oferecia o nível 6 à noite…

      Masss, nem todos os professores são como ela… hehehe…

      Agora, comparando os dois locais… acho que em termos de infraestrutura não existe muita diferença… macs em todas as salas de aula, lousas interativas, biblioteca de apoio… o diferencial do William-Hingston é que ele fica num centro cultural, com biblioteca do arrondissement, teatro, piscina, centro esportivo, etc, e, pelo que entendi, quem tem a carteirinha de estudante tem acesso a tudo (eu particularmente nunca fui atrás de saber como usar a piscina e centro esportivo).

      Enfim, honestamente, acho que todos os centros da CSDM tem o mesmo padrão… o diferencial vai ser o professor e os coleguinhas de classe… hehehe… e no caso de estar trabalhando, dar conta de ir 4 noites por semana, das 17:45 as 22:15 e não morrer de cansaço…

      :)

      • Oi, Ju. Obrigado pelas dicas. Tranquila q a gente não leva a ferro e fogo os toques q as pessoas dão. Serve como guia mas sabemos q devemos analisar por nós mesmo. Engraçado q sem vc falar nada, só vendo pelo site, coisa e tal… eu arriscaria no Pauline Julien e não no William-Hingston. sei lá, pelo ele parece meio “de porão”. tá vendo como o toque dos amigos funciona? ahahah… Valeu!
        Abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s