Meme Literário 2011 – Parte 4…

Quase no fim…

22. Cite um ou dois livros com títulos que você acha interessante.

“Eu, Pierre Rivière, que degolei minha mãe, minha irmã e meu irmão”, livro organizado pelo Michel Foucault. Adorava lê-lo no onibus ou metro… hehehe… as pessoas sempre me olhavam com uma cara estranha… mas, apesar de eu ter gostado bastante do livro, dificilmente recomendaria para não advogados, na verdade recomendaria para advogados, psicólogos, (ou quem se interessa por ambos assuntos) ou gente que curte Foucault… o livro, de uma forma bem resumida, é uma coletânea das peças processuais do caso Pierre Rivière (matricídio e fraticídios aconteceram em 1835 quando Pierre tinha 20 anos) e mais a carta redigida pelo Pierre na prisão, contando os detalhes e motivos que o levaram a matar sua família… o livro termina com uma série de artigos sobre o caso, resultado de um seminário do College de France organizado pelo Foucault. A leitura foi muito interessante, e até gostaria de lê-lo novamente… talvez agora em francês… já que eu não me lembro de muito do que foi analisado, infelizmente.

Você costuma escolher livros pelo título?

Não necessariamente… mas um título pode me deixar intrigada o suficiente para comprar ou emprestar…

23. Você costumar ler e-books? Ou prefere o bom e velho livro em papel? Por que?

Tentei ler alguma coisa no telefone, mas a tela é pequena demais e reflete demais… quero comprar um e-reader, mas ainda não rolou… fiquei esperando o kindle novo, mas ele não me agradou…quero algo simples, para não precisar ficar carregando livros muito pesados, não precisa nem ter tela colorida e n funções…  enfim…

24.Você lê um livro por vez ou gostar de alternar a leitura em dois ou mais livros?

Sempre tenho pelo menos dois livros começados… estou tentando reduzir a pilha, para deixar a coisa mais produtiva, mas isso é tão difícil… hehe

25. Tem algum livro que você tenha mais de uma edição do mesmo? Se sim, por que?

No Brasil, sim… mas me desfiz de tudo o que eu tinha duplicado… o que normalmente acontece é eu comprar uma edição mais barata e depois comprar uma edição melhorzinha dos livros que eu gosto muito… acho que o exemplo disso são os livros que eu tive que ler no colégio… a maior parte eram (e ainda são) de edições de vestibular (da folha, do estadão, da ática… etc) e depois começei a comprar edições melhores… quando eu for ao Brasil, uma das minhas coisas a fazer é trocar minhas edições feiosas de Machado de Assis por umas mais bacanudas… Antes de vir troquei meus livros do Manoel Bandeira, Graciliano Ramos e Fernando Pessoa. E sim, gastei grana da imigração com livros… uns trazem bandeira do Brasil (eu não tenho) e comida, outros literatura… ;)

26. Qual o maior (em número de páginas) livro que você já leu? 

A Bíblia? Ok. Eu não li a bíblia inteira, mas com 8 anos eu queria ler (eu e minhas ambições literárias… hehehe)… li todo o Gênesis e depois pulei para Levítico (devo ter lido um pouco de Êxodo e Números também)… tentei ler o Novo Testamento também, mas achava tudo muito chato… sorry, Jesus, mas gente que vive até os duzentos e poucos anos, aquele monte de pragas e um Deus vingativo é muito mais legal… hehehe… tentei ler Apocalipse, mas também não entendi todo o bafafá (talvez eu desisti antes de chegar na parte com mais emoção!?!)… a Bíblia me intrigou muito…  acho que o Levítico com todas as regras do que era puro e impuro foi o que mais me intrigou… e acho que foi ali que eu percebi que religião não era muito a minha…

27. Você costuma fazer anotações enquanto lê? Se sim, onde? A ideia de fazer anotações no próprio livro lhe assusta?

Depende… sempre anotei muito nos meus livros de direito, comunicação, sociologia, filosofia e tals… em literatura, nem tanto, mas fiz muitas anotações lendo Salinger (nos últimos anos, acho que foi o único livro que senti muita necessidade de anotar… Coetzee também deu vontadinha, mas era da biblioteca… hehehe…). Normalmente grifo ou anoto no cantinho dos meus próprios livros… ;) Acho gostoso reler livros com anotações da Juliana de outros carnavais…

28. O que você faz quando encontra uma palavra que não conhece durante a leitura? 

Em português e inglês eu deduzo pelo contexto, em francês eu preciso de dicionário. Coisa que dificulta bastante minha vida, já que leio muito no transporte público e andar com livro + Le Robert Micro não dá… hehehe Quero ver se eu baixo um aplicativo de um bom dicionário para o celular, mas eu sempre esqueço de procurar pela Apple Store…

:)

Anúncios

Um pensamento sobre “Meme Literário 2011 – Parte 4…

  1. Eu tenho um Kindle da geração antiga, conforme citei no post http://demandezpoursortir.blogspot.com/2011/03/primeiras-impressoes-sobre-o-kindle.html

    Fiquei babando no novo Kindle que será lançado em novembro com e-ink que é touchscreen, chamado de “Kindle Touch”, pois ele é menor e mais leve que o meu.

    Comprei o dicionário Francês -> Inglês. Na versão touchscreen basta tocar na palavra que abre uma caixa com a entrada do dicionário. Não tinha dicionário Francês -> Português …

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s