Ste-Anne-de-Bellevue…

Adoro bater perna… e bater perna em contato com a natureza, então? Melhor ainda… Gosto de tirar dias para andar em parques e pensar na vida… decidi imigrar numa dessas andanças pelo Jean-Drapeau quando estive de férias aqui em 2008… E ontem, aproveitando a tarde de sol, resolvi bater-perna e pensar na vida… o lugar escolhido? Ste-Anne-de Bellevue – na ponta oeste da ilha…

Já fazia um tempo que queria conhecer onde a ilha de Montréal acaba… e, considerando que o busum que me leva ao trabalho vai até lá, resolvi fazer bom uso de uma das minhas últimas tardes de sexta livres! Para variar um pouco adorei!! Falo com pouca propriedade, já que o mais leste que já fui em Montréal desde que cheguei foi o complexo olímpico/ Parc Maisonneuve, mas West Island me agrada demais!!  Principalmente a parte mais antiga e charmosa (mesmo que tivesse grana, não sei se moraria nos bairros de casa igual de Kirkland… na verdade, de todos os lugares que eu conheco, Kirkland, apesar de lindo e super bem cuidado, é um dos que menos me agrada… conhecem a música “Litte Boxes”?  Pois é… morar num subúrbio norte-americano nunca foi meu objeto de desejo…)

Anyhoo… saí do trabalho e fui parar na McGill (eles tem um capus enorme ali)/ Cégep John Abbott – honestamente não consegui entender onde começa um e termina outro… só sei que deve ser uma delícia estudar por lá… espaços enormes… grama para sentar e estudar (ou bater-papo, ou fumar – no caso dos ados daqui)…

Eu sempre me considerei sortuda por estudar, desde o ensino médio, em lugares com muito verde... mas Fundação Santo André, UFF campus Gragoatá e Mackenzie ficaram no chinelo... infelizmente...

Dali fui parar numa areazinha verde absurdamente gostosa, bem sombreada, na beira do rio… ventinho gostoso, barulho da agua batendo nas pedras… propício para pensar na vida… foi ali que matei a vontade de molhar meus pés na água… Queria mesmo era colocar os pés na água do mar, mas já deu para matar um pouco a vontade!

Vista para o Lac St-Louis... acho estranho chamarem isso de lago... pra mim isso é rio... enfim...

Do outro lado do rio, Île Perrot...

Dali bati perna até o centrinho de Ste-Anne… uma graça!!

Rua principal... cheia de restaurantes...

Boardwalk e marina...

Again...

Acho essas casinhas um charme!! Se um dia eu comprar uma casa, TEM que ser uma nesse estilo... pequenininha e fofinha... hehehe..

Prefeitura...

E parada obrigatória: o canal e eclusa de Ste-Anne-de Bellevue. Inaugurado em 1843 (e ainda usado hoje), é um “Lieu Historique du Canada” e liga o Lac Saint-Louis e o Lac des Deux Montagnes (basicamente, nesse monte de lago, é onde os rios Ottawa, des Prairies e Saint Laurent se encontram)…

Lac des Deux Montagnes...

Again... ir mais a oeste, impossível!!

And again...

Logo logo eles irão para o sul... :( Sentirei falta da variedade de pássaros, já que no inverno só ficam os corvos...

Na eclusa...

Sem dúvida voltarei novamente!

:)

Anúncios

13 pensamentos sobre “Ste-Anne-de-Bellevue…

  1. Lindo, lindo, lindo!!
    Precisamos de um contato seu ai, para nos falarmos qdo chegarmos e marcarmos de nos vermos e entregarmos seu pinhão:) Não tenho nem seu e-mail:(
    Devemos chegar dia 9. Ansiedade no máximo por aqui!!!
    BEijão!!!!

    • Um mapa de Montréal faz bem!! Principalmente um do centro para os primeiros dias (existe um de bolso da stm, bem útil, que é distribuído em algumas estações de metro na faixa)… Mas, se não me engano, toda estação de metro e quase todo ponto de ônibus coberto tem um mapa da cidade com as principais linhas… ah, google maps tb é uma bela mão na roda!!

    • Eu peguei o 210 que sai do Terminus Fairview, mas, honestamente, recomendo o trem de banlieu… ou, uma linha que eu peguei na volta que eu não lembro o #, ela faz o percurso CEGEP John Abbott-metro Lionel-Grouxl com poucas paradas…

  2. Adoro as suas andanças… não vejo a hora de poder fazer igual!

    Me explica porque você tem as sextas feiras livres, mas não terá mais?

    Onde eu trabalho o expediente na sexta vai só até 13h. Me mato de trabalhar nos outros dias, mas faço questão de ter a sexta à tarde só pra mim. Se eu pudesse ter isso também em Montreal, não me faltaria mais nada na vida! ;-)

    Beijos,

    Julia.
    http://voilapourquoi.wordpress.com/

    • Oi!

      Adoro mesmo bater uma perna!! hehehe

      Bom, tenho as tardes de sextas livres por conta do horário de verão da empresa… Desde junho trabalho 1 hora a mais de segunda a quinta para poder sair às 12 do trabalho nas sextas… nem toda empresa faz isso. Infelizmente minha mamata já acabou – voltamos ao horário normal nesta semana… :( Mas mesmo assim, não posso reclamar… Agora eu saio todos os dias as 15:30 ;)

  3. Pingback: 08::52 | Aurora Borealis

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s