La journée des Musées Montréalais, impressões…

Ao invés de arrumar a casa pós mudança, passei o domingo batendo perna em museu… hehehe…

Lá no primeiro post sobre o assunto disse que queria ver os seguintes museus:

-Musée McCord
-Musée des Beaux-Arts (exército de terracota)
-Pointe-à-Callière
-Musée de l´Holocauste

No fim das contas descobri que o McCord, assim como quase todos os museus em Montréal, possui dias em que a entrada é gratuita (normalmente quartas-feiras no fim da tarde), e logo cortei da lista… dos que não ofereciam esse  tipo de entrada gratuita regularmente, só ficou na listinha o Pointe-à-Callière e o Beaux-Arts…

Chegado o domingo, desisiti da fila do Beaux-Arts (acho que meia Montréal teve a mesma idéia e a fila estava enoorme) e parti para o Pointe-à-Callière… também tinha fila, mas foi super tranquilo entrar, e, minha gente, que museu bacana!! Vale super a pena!! Agora eles estão com uma esposição sobre o vinho bem interessante!! E as ruínas do local de fundação de Montréal também é show de bola…

Primeira vez que vejo um hieróglifo egípcio de pertinho!! Merci, Pointe-à-Callière! 

Depois do museu, pausa para comer empanadas, tomar um chai e ouvir uma música cubana no Cultures Gourmandes de Pointe-à-Callière (tenho que dizer que amo essas misturebas culturais! Chai com empanadas é algo que só Montréal faz pra você!) e foi uma pena que estava chovendo…

Mesmo com a chuva, alguns animados arriscavam dançar…

Dei uma passadinha rápida pelo museu de ciências que fica ali do lado (lotaaadooo) o próximo destino foi o Planetarium que não estava na minha lista, mas estava na lista da amiga, e, apesar da fila que custava a andar, também valeu a pena! Desde que cheguei estava me sentindo estranha por não conseguir identificar nenhuma estrelinha no céu (cheguei a sentir falta do Cruzeiro do Sul e das Três Marias! hehehe), agora meus problemas acabaram! Sei como encontrar a Estrela Polar, a Ursa Maior, o Leão, a Lira e a Cassiopéia!!

Coisas que eu descobri…
– o povo sai para ver museu mesmo com chuva (lindo, né!!);
– a consequência: as filas são de amargar (no pain, no gain);
– vale a pena para aproveitar apenas os museus que não tem dias especiais com entrada gratuita – planejamento e perder um tempinho nos sites dos museus para ver esse tipo de informação antes é essencial, com certeza o tempo vai ser menor do que o da fila que você enfrentará no dia;
– esse evento fará parte do meu calendário anual.

:)

Anúncios

Um pensamento sobre “La journée des Musées Montréalais, impressões…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s